Autor Tópico: [COMPOSIÇÃO] Regra dos terços e Proporção áurea  (Lida 39128 vezes)

Empada

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 4
Online: 12 de Fevereiro de 2005, 19:20:16
[EDIT: ESSE TÓPICO EXPANDIU AS PRETENSÕES INICIAIS E HOJE É DESTINADO A REUNIR UM NÚMERO EXPRESSIVO DE INFORMAÇÕES ASSIM COMO PROPOR DISCUSSÕES EM TORNO DE UMA DAS PRINCIPAIS ESTRUTURAS DA COMPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: A REGRA DOS TERÇOS]



ai galera... eu tava passeando pela net em um dos foruns que participo e consegui esses links sobre fotografia, não sei se são muito bons pois a minha experiência não me dá critérios para fazer uma avaliação da qualidade e veracidade de algumas informações. mas de qualquer modo tem muita coisa interessante e bastante proveitosa para quem está iniciando.
se alguem mais experiente puder avaliar.

em ingles

http://www.earthboundlight.com/phototips/rule-of-thirds.html
http://www.photozone.de/4Technique/compose/third.htm
Dicas + Regra dos terços [português]

http://www.deec.uc.pt/exposicoes/topic_temas.html
http://www.ricciardi.eng.br/Artigos/LL/Composition2.htm

eu gostaria de saber também dos mais experientes no assunto onde eles conseguiram aprender sobre fotografia, se foi em revistas, alguem, testes... afinal ninguem nasce sabendo
« Última modificação: 05 de Outubro de 2008, 19:56:14 por Kika Salem »


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.654
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #1 Online: 12 de Fevereiro de 2005, 21:54:57
interessante o material empada.
 
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 13 de Fevereiro de 2005, 17:46:37
« Última modificação: 16 de Fevereiro de 2005, 16:58:02 por pmachado »
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #3 Online: 14 de Junho de 2005, 20:06:36
[EDIT: TÓPICO UNIDO PELA MODERAÇÃO DA SALA POR CONTER ASSUNTO AFIM]



Gostaria de compartilhar algumas questões com vocês amigos do fórum e também levantar algumas opiniões a respetio da regra dos terços e dos pontos áureos.

é fato que esteticamente as fotos que usam essas regras são bonitas, quase sempre bem compostas, enfim, "politicamente corretas". claro que existem vários outros fatores que influenciam numa boa foto, mas vamos atentar para essas duas regras preferencialmente.

Onde quero chegar:
confesso que me sinto um pouco preso nessas duas regras e vejo isso também nas fotos de muita gente, constantemente. O que está me incomodando é a forma, ou seja, uma foto para ser boa não precisa necessariamente seguir tais regras, mas ao mesmo tempo elas são uma segurança para o fotógrafo. Um fotógrafo famoso, por exemplo, quando expõe alguma foto que não siga tais regras, a foto é linda, maravilhosa, agora quando um fotógrafo amador ou mesmo um profissional não conhecido faz uma foto sem o uso de tais regras, chove de críticas. Não sei se vocês reparam nisso! o que acho é que a fotografia tem que ser livre de preconceitos e as vezes isso limita muito o trabalho de ótimos fotógrafos (amadores e profissionais) que estão por aí!

O que vocês acham?

Abraços,
 
« Última modificação: 08 de Outubro de 2008, 21:15:17 por Kika Salem »


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.654
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #4 Online: 14 de Junho de 2005, 20:18:23
Beto o importante na fotografia é chamar a atenção para o objetivo com hamonia, existem dezenas de formas de fazer isso, delas a regra dos terços e dos pontos aureos é a mais simples (apesar de estar longe de ser a mais elegante), mas acima de tudo eu sempre digo nos WS que vc não deve se aprisionar nas regras e que se possível deve procurar mesclar esses fatores que chamam atenção (e que teimamos em chamar de regras) de forma a destacaro objetivo da sua foto mesmo em cenários conturbados. :)
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #5 Online: 14 de Junho de 2005, 20:43:34
Concordo com você! Por isso é necessário uma prática incessante e muito olhar clínico, que só o tempo dará a cada um de nós, na medida certa. Isso é que define os estilos de cada um, pra mim!

Até,  


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #6 Online: 14 de Junho de 2005, 22:53:54
Beto:

Linda a foto da acerola. Comentei mais detalhadamente na mensagem que mandei para você. Confirme se a recebeu ou me dê outro email para que eu a mande novamente.

Obrigado,
Ivan


charlesdias

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 121
Resposta #7 Online: 15 de Junho de 2005, 00:30:40
Existe um ditado que gosto muito ... "Primeiro conheça as regras, depois quebre-as" ... isso acontece com as regras de composição ... vc precisa conhece-las, pratica-las, para então saber como, quando e onde quebra-las de forma a alcançar um resultado diferenciado.
 
T+

  Charles Dias

***************************************************
Veja a NOVA EDIÇÃO do www.loucoporfotografia.net, revista online de fotografia.


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.654
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #8 Online: 15 de Junho de 2005, 00:40:25
Na verdade mais importnte do que quebrá-las é se desprender do uso individual de uma ou outra e saber compor de acordo com o que o ambiente te oferece, uma das coisas mais absurdas que vejo é aquela necessidade incrível que as pessoas tem de fotografr na regra dos terços mesmo quando o cenário não favorece ou oferece opçòes de destaque melhores do que a de uma dada regra.
Mesmo porque essas "regras" de composição nada mais são do que formatos que chamam atenção para certos pontos da imagem, vc terá que conseguir chamar a atenção para o seu objetivo de alguma forma, quando vc fizer isso estará criando uma "regra" de forma automática, se é que ela nunca foi criada, o uso combinado delas da forma adequada ao que cada ambiente oferece é que diferencia o trabalho fotográfico, existem algumas "regras" de destaque como a dos contrastes que sequer precisam posicionar o objeto em um local específico para chamar a atenção.
Na verdade em vez de regra (que parece algo muito fixo) eu prefiro chamar de técnicas de composição ;) É tudo uma questão de nomenclatura heheheh! :)

PS: O ditado tbm é muito bom heheheh!
« Última modificação: 15 de Junho de 2005, 00:41:00 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #9 Online: 15 de Junho de 2005, 07:27:37
Acho que esse último post do Leo dá conta da coisa.

Toda a questão resume-se em relacionar o conteúdo da fotografia com o retângulo que a contém. Esse é um problema antigo nas artes plásticas, e tem uma enorme variedade de abordagens, sendo a Regra dos Terços na fotografia tão somente a abordagem menos sofisticada (mas não menos eficiente), mais simples de entender.

Eu acho que há pelo menos três etapas para o fotógrafo:

1) o que nunca ouviu falar disso, não tem disciplina para usá-las, e prefere dizer que elas lhe tolhem a criatividade;

2) Os que, como o Leo disse, conhecem uma ou outra regra e querem usá-la para tudo, mesmo quando o assunto obviamente não favorece.

3) O que conhece um elenco de técnicas de composição e as usam de acordo com a oportunidade.

Esse último não é absolutamente prisoneiro de nenhuma técnica de composição, e geralmente não tem nenhuma necessidade de quebrar regras, pois não as vê como grilhões.

Por último, há outro estágio já não referente à fotografia, que é o estágio de compreender como funciona a percepção humana mesma, e compreendendo conjugar não uma ou outra técnica, mas sim as estruturas perceptivas conscientemente. Aí também não há nada a ser quebrado.

De todo modo, em sua forma mais simples, composição fotográfica significa o relacionamento do conteúdo com o retângulo fotográfico.
« Última modificação: 15 de Junho de 2005, 10:51:22 por Ivan de Almeida »


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #10 Online: 15 de Junho de 2005, 10:45:07
Concordo com vocês! Este post foi muito importante para que eu pudesse desmitificar alguns pontos que estavam confusos pra mim. Sem dúvida, o importante é chegar no resultado esperado sem se preocupar com o "como eu consegui fazer" ou "que técnica usei".

Obrigado a vocês.
Abraços,  


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #11 Online: 15 de Junho de 2005, 11:10:25
Roberto:

A crença, ao meu ver errônea, da "espontaneidade da arte", crnça essa exclusiva do Século XX e desse início do XXI, mas que não se encontra absolutamente em nenhuma outra época, faz com que muitas pessoas achem que a arte é mais verdadeira quando produzida sem consciência.

A crença do século é ser a arte uma emersão de pulsóes recônditas, não conhecidas, uma expressão do inconsciente.

Contudo, ao nos aproximarmos de fato dos processos criativos o que observamos em todos eles é método, é sistema. O típico artista plástico de calibre tem plena consciência das implicações perceptivas do que faz, e não acredita no espontaneísmo. Ele persegue sua caça metodicamente, dia após dia, em uma trabalho que fica oculto no ateliê, e por isso, como só se vê a obra final, parece espontâneo.

A mesma coisa se dá com a fotografia. Embora o resultado final seja o importante, esse resultado final se quisermos que seja uma produção espontânea será raro.

Vou contar uma história. Sou mestre em arquitetura (MsC) pela FAU-UFRJ tendo exatamente produzido um estudo sobre esse tema, qual seja, os métodos de proporcionamento imemorialmente utilizados na arquitetura e suas razões perceptuais. O problema na arquitetura é o mesmo, e é a mesma atitude de muitos arquitetos, quererem a cada projeto criarem beleza por inspiração.

Depois de minha defesa, nos dois anos seguintes, fui convidado pelo meu orientador para fazer uma palestra aos mestrandos do programa. Eram turmas de 10 a 12 alunos, todos arquitetos, todos cursando o mestrado. Eu começava a expor o assunto assim: perguntava a elas qual era o método ou o procedimento que adotavam para garantir que um projeto produzisse uma construçãobela, pois inegavelmente a beleza é um requisito implícito de um projeto de arquitetura.

Pois bem, em duas turmas não ouvi uma só resposta. Aí dizia: pois bem, nesta escola, a melhor do Rio de Janeiro e das melhores do brasil, formam-se 200 arquitetos por ano. Digamos que cada um deles faça 5 projetos por ano, são 1000 projetos. Pois bem, o Espírito Santo da Inspiração terá de descer à Terra 1000 vezes por ano? Isso é razoável? Isso é provável? Ou na verdade não há nenhum prognóstico científico de desempenho estético das edificações na fase de projeto?

Naturalmente tinham de concordar com a segunda opção, pois é evidente que não se formavam 200 Michelângelos todo ano (e o Michelângelo usava os métodos de composição clássicos).

Aí então eu começava a expor o que é a composição do ponto de vista científico, como ela pode ser cientificamente compreendida. Por que cientificamente? Pois bem, Roberto, cientificamente para mostrar não haver essa subjetividade que todo mundo acredita ser característica da arte, e que é apenas uma idéia errada do Século XX. A característica do pensamento científico é a explicação de um efeito por uma causa, então a abordagem desse fenômeno deve dar conta de por que há impressão de beleza quando se usam determinados esquemas de composição.

Ter consci~encia da composição não diminui em nada a criação, é tão somente uma ferramenta. Ignorar isso é o mesmo que dizer: bem, escolho ao acaso abertura e velocidade, e uma parte das fotos sai boa. É verdade. Uma parte sai boa. Mas haverá muito mais bons prognósticos se houver consciência do processo.

Abraços,
Ivan

 


diegopablo

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 37
Resposta #12 Online: 15 de Junho de 2005, 11:24:10
Na fotografia "não existem regras, existem diretrizes inteligentes que na maioria das vezes dão certo". Quem dizia isso era meu professor, mas não de fotografia. Esse conceito existe pra praticamente todas as artes e ciências. O mais correto, em vez de "regras", é usar o termo "heurísticas".


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.654
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #13 Online: 15 de Junho de 2005, 11:34:37
Na verdade acho que o melhor termos seria técnica mesmo.

Ivan vc disse tudo, abolir a técnica é o mesmo que abolir a capacidade de produção do artista, mesmo porque mesmo o material bom que sai ao acaso segue exatamente os preceitos já estabelecidos :)

Bom quem vai aos WS sente bem a diferença que faz o domínio da técnica, inclusive as de composição.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Beto Eterovick

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.390
  • Sexo: Masculino
  • NOVO SITE: www.betoeterovick.fot.br
Resposta #14 Online: 15 de Junho de 2005, 11:39:25
Correto Ivan e Diego! Na biologia se faz o mesmo. Sem o método científico, não é possível chegar aos resultados esperados. Há que se levantar a hipótese para depois testá-la e então comprová-la ou descartá-la. Antigamente, secs. XVIII, XVIX por exemplo, as coisas eram mais difíceis, pois ainda haviam milhares de coisas para se descobrir (não que não há hoje), mas o que quero dizer é que os fundamentos, as bases foram criadas lá trás, nos séculos passados e vieram tomando formas e sendo polidas com o passar dos séculos. Quase tudo é científico, baseia-se em estudos, fórmulas, "receitas". O nosso papel como fotógrafo (amador e profissional) é saber explorar essas "receitas", tendo plena consciência do uso delas, para então darmos a nossa "cara" para nosso próprio trabalho e não fazer simplesmente cópias, usando uma determinada técnica porque é convincente e eficaz.

Muito interessante esse bate-papo!

Abraços,